terça-feira, 31 de janeiro de 2012

.No Festival de Verão, Anand Rao abrange todas as estações na Livraria Cultura em Salvador, BA.


         É muito corriqueiro se reunir música e poesia, e produzir um belo espetáculo. Afinal, toda música que se preze, contém poesia, não é mesmo?  O que não é comum é você vê a sua obra poética sendo musicada no palco, logo após você recitá-la. E não é uma brincadeira daquelas que fazemos na roda de amigos, não. É coisa séria, séria no sentido sério de falar, entende?
           Tem coisas que são difíceis de entender mesmo. Por exemplo, até onde vai a capacidade inventiva de uma pessoa? Teria o campo de atuação do Anand Rao, um limite? Vivemos as quatro estações da música brasileira, numa noite em que o calor humano abrandava o verão de Salvador.
  
   
    O evento que merecia um publico maior, não sentira falta do brilho pertinente aos momentos culturais de grande relevância. Bastava o Anand Rao para termos um show completo, mas como tudo que é bom ainda pode ficar melhor, o Rao contou com belas poesias de autores baianos, como Carlos Souza, Valdeck Almeida, Morgana Gazel, Carla Elísio, Renata Rimet, Jorge Carrano e Ivone Alves Sol. Ainda esteve presente entre os espectadores, o escritor Almir Tosta, que não poupara elogios ao músico.
          Ivone Sol ganhara um show à parte do Anand, que fizera uma música no palco em sua homenagem, após a poetisa recitar o poema de sua autoria que seria musicado pelo artista.

       O músico promete voltar à Terrinha de Todos os Santos, e como sabemos que ele não tem preconceito contra os não santos, estaremos torcendo pelo seu retorno.

Anand Rao é músico, poeta e jornalista. Tem 20 livros musicados e mais de 50 CDs lançados.



Ivone Alves Sol

Referências: 

http://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,471250,No_Festival_de_Verao_Anand_Rao_abrange_todas_as_estacoes_na_Livraria_Cultura_em_Salvador_BA_-_Por_Ivone_Sol,471250,1.htm




Um comentário:

Su Palanti disse...

Deve ter sido muito legal! Gostaria que aqui em Sampa estes eventos tão significativos acontecessem com mais frequência e fossem melhor divulgados. Parabéns poetas baianos pelas belas iniciativas e pela sua união.
Beijos Sol!